CONTAGEM REGRESSIVA PARA O NOSSO EVENTO

MUSICAS

Zumbi Zumbi olha Zumbi

Zumbi Zumbi olha Zumbi
Zumbi Zumbi olha Zumbi
Palmares creses sem parar
Palmares creses sem parar
labora musambo cobre a regiao
heredero de Ganga Zumba nasceu
com destino trazado na sauas maos
bravo e forte guerrero
deus da guerra,se fez na terra
a lenda de um heroi
Zumbi Zumbi olha Zumbi
Zumbi Zumbi olha Zumbi
Zumbi Mande la um coco la no alto do coqueiro
Ganga Zumba manda um coco pra quem sobe mais primeiro
Mande esse coco do coqueiro do Quilombo
Nego sobe mais ligeiro pra dar coco a seu amor


Toca o tambor que é bom pro nego

Toca o tambor que é bom pro nego
Toca o tambor que é bom pro nego
Leva pra longe daqui, tudo que o fez sofrer
Do tempo da escravidåo faz o nego esquecer
Toca o tambor que é bom pro nego
Toca o tambor que é bom pro nego
Faz o nego se lembrar que ele tem valor
Que ele não e diferente, por causa de sua cor
Toca o tambor que é bom pro nego
Toca o tambor que é bom pro nego
Fala pra dona Isabel que sua lei não adiantou
Que o nego ainda sofria , depois que ela assinou
Toca o tambor que é bom pro nego
Toca o tambor que é bom pro nego
Tambor que o nego tocou , qualquer lugar você vai vê
Toque o tambor bem forte ,pro nego sobreviver
Toca o tambor que é bom pro nego
Toca o tambor que é bom pro nego


Dona Isabel que história é essa 


Dona Isabel que história é essa
De ter feito a abolição
De ser princesa boazinha
Que libertou a escravidão
To cansado de conversa
To cansado de ilusão
Abolição se fez com sangue
Que inundava esse país
Que o negro transformou em luta
Cansado de ser infeliz
Abolição se fez bem antes
E Ainda há por se fazer agora
Com a verdade da favela
Não com a mentira da escola
Dona Isabel chegou a hora
De se acabar com essa maldade
De se ensinar aos nossos filhos
O quanto custa a liberdade
Viva Zumbi, nosso gueirreiro
Que fez-se herói lá em Palmares
Viva a cultura desse povo
A liberdade verdadeira
Que já corria nos quilombos
E já jogava Capoeira
Iê, viva Zumbi
Iê, viva Zumbi, camará
Iê, viva Palmares
Iê, viva Palmares, camará
Iê, a Capoeira
Iê, a Capoeira, camará
Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *